Tem uma queixa contra uma instituição ou organismo da UE?

Emily O'Reilly

Emily O’Reilly foi eleita Provedora de Justiça Europeia pela primeira vez em julho de 2013. Na sequência das eleições para o Parlamento Europeu, foi reeleita para um mandato de cinco anos em dezembro de 2014. No desempenho das suas funções, investiga casos de má administração nas instituições e organismos da União Europeia. Foi galardoada com o Prémio Schwarzkopf Europe em 2017, e com o Prémio «Visão para a Europa 2018», na cimeira europeia de Praga, em reconhecimento do seu trabalho.

Entre 2003 e 2013, Emily O’Reilly tornou-se na primeira mulher Provedora de Justiça e Comissária para a Informação da Irlanda e, em 2007, foi também nomeada Comissária para a Informação Ambiental.

Como Provedora de Justiça nacional, foi-lhe concedido, em 2008, um doutoramento «Honoris Causa» em Direito pela Universidade Nacional da Irlanda pelo trabalho de promoção dos direitos humanos desenvolvido ao longo da sua carreira. Em 2014, o University College de Dublim distinguiu-a com um doutoramento «Honoris Causa» em Direito por uma década de empenho como Provedora de Justiça da Irlanda.

Antiga jornalista, autora e redatora política, o seu percurso profissional granjeou um importante reconhecimento nacional e internacional, tendo-lhe sido atribuída uma bolsa da Universidade de Harvard, em 1988, e diversos prémios nacionais. Escreveu três livros sobre política e meios de comunicação social irlandeses, que mereceram a aclamação da crítica, e é atualmente membro do Comité Consultivo Internacional da Fundação Nieman para o Jornalismo da Universidade de Harvard.

Durante o seu percurso como jornalista, foi galardoada com dois prémios:  Mulher Jornalista do Ano, em 1986, e Jornalista do Ano, em 1994.

Emily O’Reilly é casada e tem cinco filhos.

Imagens de Emily O'Reilly